Restaurante Osteria Della Colombina
Endereço
R. Linha São Jorge, s/nº - Estrada do Sabor
Interior - Garibaldi - RS
Horário de atendimento
Reservas com agendamento
SOBRE
RESTAURANTE OSTERIA DELLA COLOMBINA
Restaurante | Comida Típica Italiana

Venha conhecer e se encantar com o Restaurante Osteria Della Colombina!

Reservas devem ser previamente agendadas.
Comunidade Linha São Jorge.
Fone: (54) 3464 7755 . Cel. (54) 9.9121 1040 .
E-mail: osteriacolombina@hotmail.com

Composta por cinco mulheres, uma mãe e suas quatro filhas, viram uma oportunidade de gerar renda vendendo aquilo que elas sabem fazer de melhor: refeições com suas receitas familiares.

A família de Odete Bettú Lazzari era uma pequena família de agricultores da Serra Gaúcha, tendo sua principal renda a comercialização de uvas e do leite. Mas a partir de 2001, foi pioneira no município de Garibaldi, ao iniciar um empreendimento no meio rural com o objetivo de receber turistas em sua propriedade, criando assim juntamente com um grupo de pequenos agricultores o Roteiro Estrada do Sabor.

Odete procurou se profissionalizar na área de turismo e gastronomia, para receber turistas no porão de sua casa. Devido às dificuldades enfrentadas na época, não tinha nem o básico para ter um restaurante, como louças e toalhas, tendo que pedir emprestado para iniciar seu empreendimento. Aos poucos foi se estruturando e buscando sempre o conhecimento, com a ajuda de suas quatro filhas. Hoje a Osteria della Colombina é reconhecida nacionalmente e internacionalmente, pela qualidade de atendimento e juntamente ao Roteiro Turístico Estrada do Sabor, serve de exemplo nacionalmente no Turismo Rural na Agricultura Familiar.

Oferece visitação à propriedade com trilhas em meio aos pomares e parreirais, com vista à deslumbrante paisagem.
Expõe objetos antigos como utensílios domésticos e agrícolas, peças religiosas e fotografias, em réplica de casa de madeira da colonização italiana.
Elabora produtos como doces de frutas em pasta, geleias, compotas e conservas, feitos com matéria prima orgânica extraída na propriedade.
Surpreende o visitante ao convidá-lo para participar da 'Oficina Mãos na Massa', momento em que cada pessoa tem a oportunidade de confeccionar sua Colombina, pombinha feita de massa de pão.
Serve refeições típicas do imigrante italiano (almoço), em ambiente único, no porão da casa da família, no qual é mantido “chão batido“.

Elabora produtos como: doces de frutas em pasta, geleias, compotas e conservas, feitos com matéria prima orgânica extraída na propriedade.
Além destes, a Osteria está com uma nova linha de doces cremosos, sem adição de açúcar.
As principais frutas e seus derivados são estes, sendo que o estoque é limitado:
- Uva: geleia, uvada com e sem açúcar;
- Laranja: compota e geleia;
- Figo: compota de figo verde, e figada com e sem açúcar;
- Pêssego: compota e pessegada;
- Pera: compota;
- Goiaba: goiabada;
- Marmelo: compota e marmelada;
- Maça: doce cremoso com e sem açúcar;
- Morango: geleia;
- Amoras: calda;
- Abóbora: compota;
- Pimentas em conserva;
- Pepinos em conserva;
- Cebola em conserva.

Cardápio Osteria della Colombina:

O cardápio segue as tradições da família, descendentes de imigrantes italianos. Estes pratos são um resgate das memórias afetivas da Chef Odete, trazendo bem mais que lembranças, sabor e amor através das mãos de Odete. Seguimos com processo de cultivo orgânico e biodinâmico, respeitando assim o meio ambiente e a sustentabilidade de nossa propriedade rural e da Osteria. E neste momento prezamos o bem coletivo, por isso a importância de reservas antecipadas, pois reduzimos a quantidade reservas e também reforçamos os cuidados nos processos higienização estabelecidos pela OMS, para bem receber a todos.

Cardápio:
- Polenta brustolada com queijo e embutidos fatiados
- Sopa de capeletti em brôdo
- Pão colonial
- Carne lessa
- Saladas verdes orgânicas e biodinâmicas
- Nhoque à três queijos com salaminho defumado (também com opção vegetariana)
- Polenta mole de milho orgânico com queijo parmesão
- Galinha rostida com polpa de tomate
- Sobremesas, café, licores e frutas da época

Este cardápio é um resgate gastronômico da imigração italiana, da nossa família. É servido em ambiente único, no porão da casa da família, no qual é mantido “chão batido”.
Os valores das refeições podem ser consultados via e-mail ou pelo telefone.
As bebidas comercializadas são: vinhos, espumantes, sucos de uva e água.

À mesa revisitamos a nossa história e a experiência de partilhar o tempo - um tempo que está cheio de horas como em nenhum outro lugar!

Os pratos são servidos nesta sequência:

Polenta brustolada com queijo e embutidos fatiados
Os queridinhos da culinária italiana que sempre farão sucesso: polenta brustolada, queijo e salame! Eles estão sempre presentes em nosso cardápio... afinal, são ícones da nossa gastronomia... e uma delícia!
A polenta, um dos alimentos que identifica a culinária italiana, carrega a história e as lembranças de um período difícil. Um período que exigiu grande superação daqueles que saíram da sua pátria com o sonho de encontrar, aqui no Brasil, uma chance de recomeçar a vida.
Devido a abundância dos ingredientes e o seu baixo custo, matou a fome e alimentou a esperança dos imigrantes. “Era barato e dava sustança para a vida no campo”, lembra Odete.

Sopa de capeletti
“Os domingos eram especiais e os dias de festa geravam muitas expectativas... tudo era pensando e planejado com bastante antecedência. Eu via minha mãe colocando os pratos na mesa, o pai já sentado no lugar pré-definido. Havia uma simplicidade rica. A louça era pouca, a riqueza e a exuberância estava nas relações, nos afetos trocados”, recorda Odete.
O capeletti era, nestes anos difíceis da infância da Odete, um alimento para grandes eventos anuais como Páscoa, Natal, festas de casamento ou na comemoração do padroeiro da comunidade.
Não importava a estação, a sopa de capeletti era o indicador que algo ou alguma situação era especial e merecia ser comemorada. Sendo, nestas ocasiões, o prato principal.
Este é o sentimento que a chef Odete guarda para os que na Osteria provam da sua sopa de capeletti: um momento especial... uma festa de aromas e sabores.

Carne lessa
Este prato consiste na combinação da carne de frango e bovina, mas especificamente a ponta de peito, cozida para fazer o brodo (caldo) da sopa de capeletti.
Devido ao longo tempo de cozimento a carne apresenta, entre suas características sensoriais, uma textura macia e um sabor delicado.
A carne lessa é um alimento ainda presente nos cardápios das festas de comunidade. Um prato que traz, para a chef Odete, a lembrança da euforia dos dias de festa e de imediato a saudade de um tempo que só é possível resgatar pela fração de segundos em que vai entre as imagens que habitam o inconsciente e os sentimentos que delas se desprendem.

Salada verde com hortaliças orgânicas e biodinâmicas
As saladas da Osteria são uma festa para o paladar e os olhos. As tonalidades de laranja, vermelho e amarelo se sobressaem em meio às hortaliças verdes.
Há ocasiões em que as Capuchinhas emprestam sua cor. Flor comestível de aroma agradável, muito utilizada na culinária, estas flores são cultivadas com cuidado para mantê-las belas, pois além do sabor cumprem a função de adornar o prato. Mas o que torna a Capuchinha especial ao paladar é o toque picante lembrando o agrião... uma delícia!
Mudam as estações e é o sabor cítrico das laranjas e as cores da bergamota que dão o tom de festa à salada.

Nhoque três queijos com salaminho defumado
A receita do nhoque da Osteria é da mãe da chef Odete, de quem ela aprendeu a fazer o prato resgatando a forma de preparo. O molho tem a textura delicada da polpa do tomate colhido na propriedade.
A massa, de farinha e ovos, é feita artesanalmente – no preparo, as mãos passam informações para a massa: lembranças e carinho da época da infância, dos finais de semana marcados pelos irmãos e os pais à mesa saboreando o prato. A refeição, que terminava passando pão no restinho de molho de salame que havia ficado no prato, conciliava a necessidade de mais alimento com o enorme prazer que o nhoque proporcionava... que excedia em muito a fome.
“Quanta saudade das brincadeiras inocentes da infância... dos dias tão longos, que parecia impossível poder controlar o tempo, no entanto, os anos passaram rapidamente. Hoje, na cozinha, resgato as lembranças e os sentimentos através do nhoque, que tem um sabor especial: o sabor de saudade”, observa a chef Odete.

Polenta mole de milho orgânico com queijo parmesão
A polenta mole faz parte das minhas lembranças da infância: da dedicação da mãe no preparo dos alimentos... do seu inesquecível olhar terno - o meu ingrediente favorito. Neste prato eu reconheço a minha história e vejo a perspectiva de outras tantas surgirem quando, à mesa, é apreciado e partilhado com quem comunga nossos afetos”, comenta a chef Odete.
A polenta mole é um prato que está associado a um período experimentado pela inocência dando, a tudo, as cores do encantamento! A textura que explode em sabor e ansiedade, é a mesma que move todo aquele que, instigado, se lança no desafio de ler as sensações que o prato generosamente oferta.

Galinha rostida com polpa de tomate
Galinha com polpa de tomate com ramos de salsa...são rostidos (fritos) diretamente na banha. O aroma brinca com a imaginação e, impossível torna-se, ficar alheio ao que os sentidos nos cobram. Combinação alguma parece ser mais instigante.
O toque especial que a chef dá ao prato está na atenção da escolha das partes da galinha para que este possa oferecer a textura e a intensidade de sabor que ela aprendeu com a mãe. Um prato que constrói lembranças remetendo à afeição e a todos os sentidos e significados que cabem na palavra devotamento.

Sobremesas
A cada receita de sobremesa Odete agregou sua personalidade, imprimiu a sua sensibilidade misturada às memórias, o respeito e a valorização pelos antepassados! São deliciosas sobremesas trazidas dos cadernos de receitas da mãe - pudim, sfregolá, doces em calda feitos com frutas de época e o sorvete de creme e limão siciliano. São sobremesas que em sua memória construiu associações e relações afetivas que a chef partilha afetivamente na Osteria.

Café
O café, após o almoço, é oferecido aos visitantes para reestabelecer as energias e retardar a partida. E, ao adiarem as despedidas, aproveitarem o que a tarde ainda pode presentear: as flores se abrindo em cores, o divertido e sensível momento na busca da identificação dos sons trazidos pela brisa e diante da paisagem, contemplativos, esquecerem das horas.

Licores
Os licores, entre eles o nozin e o limoncello, são elaborados na propriedade sob a orientação da enóloga Rosângela que concilia, para o seu preparo, a tradição familiar com o cultivo supervisionado da matéria-prima. Os licores são oferecidos antes do almoço sendo um momento de convívio entre os visitantes... um momento de render-se ao prazer de desfrutar das horas, de deixar-se esquecido do tempo!

Frutas da época
A cada estação a mesa de sobremesa ganha um colorido novo e diferente: ora são as cores das laranjas e das bergamotas que aquecem os dias cinzas do inverno... por outro é a cor doce dos figos que nos calam porque não há palavras que o possam nomeá-los ou somos inebriados pelo perfume e a pluralidade dos tons das uvas.

NOSSOS DIFERENCIAIS

Oficina mãos na massa
A oficina é um momento mágico: ver, entre os dedos, a massa de pão recebendo a forma de colombina (pombinha). Os olhos de sementes de uva ganham o brilho de todos que sobre eles depositam seu olhar.
'As pombinhas ao ganharem asas aprenderam a voar, e eu junto com elas!” Odete.
Ao fazer a reserva para o almoço, lembre-se de agendar a Oficina mãos na massa.

Cozinha afetiva
Recebê-los à nossa mesa é dividir nossos afetos, nossos gostos... é comungar experiências. Tudo é sempre preparado com dedicação e esmero para transformar cada momento em algo único e memorável.
“No caderno de receitas da minha mãe encontro as lembranças das refeições em família. À mesa nós encontrávamos uma comida que saciava bem mais que a fome... tinha afeto! É esse afeto o ingrediente que está na minha cozinha e em cada prato do cardápio”, comenta Odete

Produção orgânica
Nossos estudos e a prática da agricultura se juntam àqueles que se preocupam com uma alimentação saudável e tem responsabilidade com o solo. Herdamos dos antepassados o respeito pela terra - dela vem nossa força. Foram constantes e sucessivas as adequações para conseguirmos produzir alimentos orgânicos e biodinâmicos.
Um passeio guiado pela propriedade, para apreciar o cuidado do cultivo dos nossos produtos, oferecerá a oportunidade de conhecer as técnicas utilizadas no processo de produção orgânico e vivenciar conosco o respeito pelo meio ambiente.

Produção biodinâmica
O projeto para a produção a partir do processo biodinâmico, iniciou em 2016. Na busca pela qualidade do que produzimos e o respeito pela terra encontramos, nos preceitos da agricultura biodinâmica, um método de cultivo que nos aproximava de nossas expectativas além de contribuir para reestabelecer a relação espiritual e ética com o solo, as plantas e os animais.
O conceito biodinâmico, além do respeito pelas relações entre seres vivos presentes no dia a dia do agricultor, trouxe para o nosso cotidiano, o uso das forças cósmicas, relacionadas à lua, ao sol e aos planetas que influenciam na prática agrícola.
Reserve, momentos de sua visita à Osteria para um passeio guiado pela propriedade e conhecer o nosso empenho e responsabilidade para com o cultivo e a seleção de nossas próprias sementes, advinda da nossa constante busca por orientação, pesquisa, consultoria e formação profissional.

Slow food
O movimento slow food tem a premissa de retomar a importância e o cuidado com alimentação. Uindo o prazer de comer com o cultivo e consumo responsável dos alimentos, está alicerçado por três princípios: alimento bom, limpo e justo. Assim, assumimos a responsabilidade pelo controle de todo o processo que envolve o preparo da alimentação: do cultivo da matéria-prima à elaboração dos pratos. E, por valorizamos cada refeição e a
importância do ritual do ato de comer oferecemos um ambiente agradável que se harmoniza com o que acreditamos e, acima de tudo, valorizando quem à
nossa mesa se senta.

Turismo de experiência
O turismo de experiência tem como premissa oferecer ao turista a possibilidade de conhecer a história, hábitos, costumes e provar da gastronomia que identifica o local visitado. E, através desta imersão, interagir com os moradores e com eles partilhar atividades que são do seu cotidiano agregando ao passeio a integração com o ambiente, os sentidos e as emoções.

Entre em contato

Eu estou ciente de que as informações acima serão compartilhadas com O Vermelhinho e a empresa/serviço com o qual estou solicitando o contato/orçamento.

Você é proprietário dessa empresa? Gostaria de alterar alguma informação, removê-lá, ou adicionar seu número de celular?
Culinária Típica Italiana em Garibaldi, Culinária Típica Italiana Garibaldi, Culinaria Tipica Italiana em Garibaldi, Culinaria Tipica Italiana Garibaldi, Comida Tipica Italiana em Garibaldi, Comida Tipica Italiana Garibaldi, Comida Italiana em Garibaldi, Comida Italiana Garibaldi, Restaurantes em Garibaldi, Restaurantes Garibaldi, Restaurante em Garibaldi, Restaurante Garibaldi, Restaurante Comida Típica Italiana em Garibaldi, Restaurante Comida Típica Italiana Garibaldi, Atração Turística em Garibaldi, Atração Turística Garibaldi, Turismo em Garibaldi, Turismo Garibaldi, Osteria Della Colombina em Garibaldi, Osteria Della Colombina Garibaldi, Osteria Dela Colombina em Garibaldi, Osteria Dela Colombina Garibaldi, Osteria Colombina em Garibaldi, Osteria Colombina Garibaldi, Restaurante Osteria Della Colombina em Garibaldi, Restaurante Osteria Della Colombina Garibaldi, Restaurante Osteria Dela Colombina em Garibaldi, Restaurante Osteria Dela Colombina Garibaldi, Restaurante Osteria Colombina em Garibaldi, Restaurante Osteria Colombina Garibaldi