Quando situações familiares se tornam conflitos

Quando situações familiares se tornam conflitos

A psicóloga Amanda Dall’ Agnol explica como a terapia familiar pode auxiliar de forma significativa na reconstrução e fortalecimento de laços afetivos.

Quando falo sobre conflitos familiares, me refiro a possíveis comportamentos causados por relacionamentos dos membros da família, ou então, por outras causas, que devido a interação familiar pode ser potencializado.

É na primeira infância que as ações da família se tornam mais significativas, tanto de forma positiva como negativa. Apesar de ser natural a existência de alguns conflitos familiares é sempre importante lidar com eles, para que os mesmos não gerem desordem emocional.


Foto: unsplash.com

Alguns comportamentos são facilmente identificados, como por exemplo falta de comunicação, dependência emocional, comportamentos sutis de rejeição, intolerância, abusos verbais ou físicos entre outros. Por outro lado, alguns comportamentos ocorrem de forma inconsciente, costumo dizer que pai e mãe nenhum erra com um filho, por desejo de errar, sempre que se comete algum equívoco, é na ânsia de fazer o melhor. Porém, costumo dizer também, que normalmente conseguimos dar, aquilo que recebemos, por isso a maioria dos comportamentos e conflitos se repetem.

A terapia familiar pode auxiliar de forma significativa na reconstrução e fortalecimento de laços afetivos, normalmente enxergar no outro a situação “problema” é mais fácil, quando na verdade o causador daquele conflito é quem não se dá conta e precisaria ser trabalhado.

man and woman sitting on sofa in a room
Foto: unsplash.com

Sabe-se que nem sempre é possível que os membros da família participem de um processo terapêutico, contudo, realizar psicoterapia individual já é um grande passo em direção a resolução de conflitos, é possível mesmo sem os membros presente, trabalhar questões que envolvem a influência da família, bem como a dinâmica que o sujeito está inserido.

Em algumas situações, podem ocorrer queixas que tenham influências do passado, que não mais ocorrem, mas que geraram sequelas emocionais e comportamentais, em outros, são situações problemas que ainda ocorrem e o intuito do paciente, pode ser procurar ajuda para lidar com esta família.

Além disso, existem ainda, situações que o conflito familiar não está ligado diretamente à pessoa, mas pode afetar e abalar de maneira indireta o seu emocional. Saiba que a psicoterapia pode lhe ajudar a passar por esses momentos e lhe fortalecer.

  
  Conheça mais sobre o trabalho da Amanda Dall'Agnol  

psicologia terapiafamiliar conflitosfamiliares

Comentários: