Sua Empresa é Pet Friendly?

Sua Empresa é Pet Friendly?

Conheça as vantagens de adotar esta cultura no seu negócio.

Você sabia que 42% dos donos de animais de estimação deixaram de frequentar ou de ir à algum lugar que não aceitava os pets? O carinho com os bichos fazem com que os donos queiram estar com eles o tempo todo, e por este motivo muitos estabelecimentos estão aderindo a onda pet friendly. Você sabe o que ela significa e como aproveitar dela para atrair clientes e potencializar seu negócio?


Fonte: Freepik


Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Consumidor (SPC Brasil) revela que 61% dos brasileiros veem seus animais de estimação como parte da família. Muitos deles gostariam, ainda, de integrar mais os pets em suas rotinas fora de casa: 62% dos entrevistados disseram sentir falta de espaços que possibilitem a permanência dos animais de estimação junto aos donos, como lojas, centros comerciais, bares e restaurantes.

Existem mais de 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos de estimação no Brasil. Associado a isso está o afeto que os donos sentem por seus animais, gerando um segmento em forte ascensão. O Brasil já é o terceiro maior mercado de produtos e serviços destinados aos pets, movimentando mais de R$ 25 bilhões. Isso representa um crescimento de 7% no setor no ano passado.

Mas você deve estar se perguntando: como eu posso aproveitar essa onda se meu estabelecimento não oferece produtos ou serviços para pets? A resposta é tornar seu negócio mais inclusivo para os animais.


Fonte: Freepik

O que é pet friendly e como implementar no meu negócio?

O termo pet friendly é recente e tem sido amplamente utilizado para designar lugares e estabelecimentos onde os animais de estimação são bem-vindos. O conceito não se refere aos lugares onde os pets podem apenas entrar, mas sim onde o ambiente esteja preparado para recebê-los bem e proporcionar conforto para os bichos.


Fonte: Unsplash

Restrições e cuidados especiais

Estabelecimentos como restaurantes e padarias devem seguir algumas regras para estarem de acordo com as normas de vigilância sanitária. Segundo normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a entrada de animais domésticos em estabelecimentos onde haja consumo ou preparo de alimentos só é permitida se o lugar dispor de uma área externa para os pets. Além disso, é necessário um ponto com água corrente e um profissional dedicado à fazer a limpeza do ambiente. O mesmo profissional não poderá exercer atividades que envolvam o alimento.

Pense diferente

Criatividade é sempre um diferencial. Se você não está disposto - pelo menos por enquanto - a fazer as adaptações necessárias no espaço físico, uma dica é pensar em eventos especiais para atrair este público. Você pode organizar encontros ao ar livre para que os donos possam passear com seus pets e interagir uns com os outros. Isso ajudará a divulgar e fortalecer sua marca.

Fonte: Sebrae

 

gatos petfriendly pets estilodevida inspiração business cachorros negócios tendências overmelhinho

Comentários: